Home / A Enel / Meio Ambiente

Manejo e Poda de Árvores

​​​​​​


arborização é essencial para garantir a boa qualidade de vida da população. As árvores auxiliam na purificação e umidade do ar, capturando gases poluentes e devolvendo oxigênio para a atmosfera. Além disso, revitalizam a paisagem urbana, melhoram a saúde e a qualidade de vida, evitam a erosão do solo e servem de abrigo para os animais.

​Por outro lado, a vegetação pode provocar interferências e desligamentos na rede elétrica de distribuição, o que pode comprometer o fornecimento de energia e a segurança da população.

Em uma metrópole como São Paulo, nosso desafio é reduzir as panes na rede de distribuição de energia sem comprometer o nosso ecossistema, a fim de integrar o sistema elétrico ao meio ambiente, por meio de técnicas adequadas de poda e sempre prezando pela segurança das pessoas.

Para reduzir interrupções do fornecimento de energia causados pela interferência de árvores na rede elétrica, periodicamente realizamos o corte de galhos de árvores que se sobrepõem à fiação elétrica de rua. Esse trabalho, feito por profissionais habilitados e com técnicas adequadas, tem o objetivo de manter o fornecimento de energia de qualidade aos nossos clientes com o menor impacto possível na vegetação urbana.


É muito importante o trabalho integrado da distribuidora e do município, que é responsável pela gestão e manutenção da arborização urbana.​​​​​




Um novo destino aos resíduos de poda
​Para coletar e destinar os resíduos gerados nas podas, possuímos veículos especiais, nos quais um triturador fica acoplado a um caminhão basculante. Sua capacidade de transporte equivale a 27 vezes o número de viagens necessárias utilizando veículos convencionais e sem triturar. Ou seja, são dois equipamentos em um só: o triturador, que compacta a carga, e o caminhão que transporta os materiais recolhidos.

Os resíduos de podas, como galhos e folhas, ao serem triturados e reciclados, ganham uma nova função no meio ambiente. Após a trituração, doamos o material para parceiros usarem em compostagens, manutenção de parques e áreas verdes ou como reaproveitamento energético.

Um deles é o Zoológico de São Paulo, que recebe cerca de 8 m³ deste material por semana, o equivalente ao tamanho de oito caixas d'água de mil litros, para ser incorporado ao processo da Unidade de Produção de Composto Orgânico (UPCO) existente na instituição, e que gera 9,8 toneladas de adubo orgânico mensalmente. A destinação final é a Divisão de Produção Rural, uma fazenda que o Zoo mantém em Araçoiaba da Serra (SP), que produz hortaliças e forrageiras entre outros alimentos para os animais. O adubo gerado também é usado no paisagismo. Outra parte do material triturado é utilizado como substrato dos recintos abertos no setor de répteis, tais como jabutis, tartarugas e jacarés.

No caso dos resíduos destinados a Biomassa, este material pode ser utilizado na forma de cavacos de madeira ou briquetes e destinam-se principalmente a fornos e caldeiras. ​

Essa iniciativa está vinculada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ODS 8 – Trabalho decente e crescimento econômico, ODS 9 – Indústria, inovação e infraestrutura, e ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis, que integram a Agenda 2030 da ONU com a qual estamos comprometidos.


​​Treinamento dos nossos colaboradores
​Os colaboradores próprios e contratados são capacitados através de treinamento em arborização urbana e manejo florestal, recebendo informações sobre técnicas adequadas para a poda de árvores, legislação, licenciamento, áreas de preservação permanente, espécies protegidas, etc. 

Para que todo o processo de capacitação e formação do futuro eletricista podador ocorra com segurança e seja adequada com as normas e legislações ambientais, a Enel Distribuição SP segue referencias que estabelecem os critérios preconizados pelos órgãos ambientais para execução da poda, e elabora todo o plano de treinamento de seus colaboradores baseando-se nessas referencias. ​Conheça a seguir, as principais referências utilizadas por nós:

ABNT NBR 16246-1 – Floresta Urbanas – Manejo de árvores arbustos e outras plantas lenhosas: Este documento é a principal referência para definição dos critérios técnicos a serem seguido na execução da poda. Aqui é definido os tipos de podas existentes e o que deve ser considerado no manejo do exemplar.  Neste documento é determinado os limites máximos de remoção da copa, definido os critérios de toco, lascas, técnica dos três cortes e equilíbrio. Também é mencionado os equipamentos e toda a parte ferramental utilizada na execução da poda.

Manual técnico de Arborização Urbana e o Manual técnico de Poda de Á​rvores da Prefeitura de São Paulo, utilizados como referência para diversos outros municípios e concessionárias de distribuição, também apresentam as técnicas de poda que devem ser seguidas, o modelo arquitetônico das espécies, que é essencial para tomada de decisão dos locais de corte a serem realizados, tipo de podas, e orientações e cuidados que devem ser tomados em relação a fauna, em especial abelhas, vespas e pássaros.

Além disso, a Enel Distribuição São Paulo também segue procedimentos internos da empresa e o próprio Manual de Poda, além das legislações municipais das cidades que compõe a área de concessão, como por exemplo a Lei 10.365/87 que disciplina o corte e a poda de vegetação de porte arbóreo existente no Município de São Paulo.​

​Programação de Poda

*As podas são realizadas para melhorar a qualidade do nosso fornecimento de energia. A programação poderá ser alterada ou cancelada, sem aviso prévio, por motivos técnicos ou climáticos.
 

​Informações adicionais

As podas são realizadas pela Enel Distribuição São Paulo mediante autorização das prefeituras dos municípios da área de concessão – exceto em casos emergenciais.

Para abrir uma solicitação de poda, entre em contato com a prefeitura de seu município – ela avaliará o pedido e fará os encaminhamentos necessários.​

Para relatar um acidente elétrico envolvendo a arborização urbana, ligue para nosso canal de atendimento emergencial: 0800 7272 196.


Para saber mais sobre o assunto, consulte: