Home

RETORNO DA LEITURA PRESENCIAL DOS MEDIDORES

​​​​Sua conta volta a ser calculada pelo consumo real. Se você foi faturado por média, veja como é feito o calculo.​

Em junho, retornamos gradativamente a leitura presencial dos medidores de energia. A expectativa é que, em julho, todos os equipamentos de medição voltem a ser lidos normalmente. Essa retomada dos leituristas nas ruas em São Paulo está em linha com a flexibilização do isolamento social anunciada pelo Governo do Estado.​

Desde o final março, muitos clientes tiveram a conta de energia faturada pela média do consumo dos últimos 12 meses ou por meio da autoleitura. A medida foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em função do avanço da Covid-19 e para contribuir com o isolamento social. 

Para os clientes que foram faturados pela média nos últimos meses, a diferença de valor entre a conta emitida pela média e o que realmente foi consumido será compensada automaticamente na conta de energia quando a leitura presencial for realizada.

Fique de olho no cálculo da sua conta de energia. Se você teve leitura do medidor realizada nesse mês e foi faturado pela média nos meses anteriores, procure sua conta com a última leitura executada para fazer o cálculo. Com a conta em mãos é fácil fazer o cálculo. Veja o passo a passo.​


​1) Verifique como você foi faturado.
a. Se aparecer no campo de leitura a informação “Não executada” você foi faturado pela média naquele mês e o valor faturado você pode identificar no seu histórico de consumo.
b. Se aparecer um valor no campo, significa que ocorreu leitura e essa será a base para o cálculo.

2) Calculando o consumo
O cálculo para chegar ao seu consumo é: 
(Leitura do mês) – (Última leitura executada) - (Leitura por média) = Consumo a ser pago

Para ficar mais fácil, usamos uma unidade consumidora como exemplo, veja:

a. Pegue o valor da sua leitura.
No exemplo abaixo, referente ao mês de Maio, este valor é de 31.772 kWh


b. Subtraia o valor da última leitura executada.
Será necessário verificar as contas anteriores - Por exemplo se a última leitura ocorreu no mês de Março, o valor da leitura pode ser encontrado na conta de março no campo “Leitura atual” ou na conta de abril no campo “Leitura anterior”
No exemplo abaixo, referente ao mês de Abril, este valor é de 31.112 kWh


c. Em seguida subtraia os valores de consumo faturado por média.
Você pode identificar nos campos de histórico de consumo ou no campo “consumo do mês”
Usando as contas de exemplo dos meses de Maio e Abril, a conta fica:
(31.772 kWh) – (31.112 kWh) – (350 kWh) = 310 kWh


d. O resultado final é o valor do faturamento do mês.
Com os exemplos de contas de Maio e Abril, este valor é de 310kWh. Este valor vai aparecer no campo “Consumo do mês”.

Relembrando o passo a passo do cálculo:
(Leitura do mês) – (Última leitura executada) - (Leitura por média) = Consumo a ser pago

Com os exemplos apresentados, fica:​
(31.772 kWh) – (31.112 kWh) – (350 kWh) = 310 kWh
 
Assista ​​o vídeo com o resumo das informações:







3) Atenção! 
PARCELAMENTO
Caso o seu consumo esteja muito diferente do seu histórico, esse valor se deve ao “saldo” que ficou pendente devido ao faturamento por média. Que pode ocasionar em acréscimo ou desconto no valor final.
Em consideração ao atual momento crítico para a economia, estamos oferecemos a opção de parcelamento dos débitos com a Companhia. Os clientes que desejarem podem parcelar os débitos em até oito vezes e as parcelas serão cobradas nas próprias faturas de energia ou em até 12 vezes no cartão de crédito. A entrada será a partir de 13% do valor total do débito, que poderá ser pago por boleto, para aqueles que optarem pela cobrança na fatura de energia ou no próprio cartão de crédito. Para realizar a negociação, basta acessar o Portal ​​de Negociação ou o Aplicativo.